SMC apresenta ao Ministério Público 124 denúncias de assédio moral de metalúrgicos da Bosch

O Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba protocolou, no final da tarde desta quinta (07), no Ministério Público do Trabalho (MPT), 124 denúncias de assédio moral dos metalúrgicos da multinacional alemã Robert Bosch, localizada na Cidade Industrial de Curitiba. As denúncias, feitas pelos trabalhadores através do blog “assediomoralnabosch.com.br”, relatam casos de ameaças, humilhações e pressão exercidos pela empresa. Segundo os metalúrgicos (as) essas práticas se intensificaram nos últimos dias, período de campanha salarial dos trabalhadores. O blog contém também cinco vídeos de trabalhadores da empresa denunciando o assédio.

Dentre as práticas denunciadas estão reuniões exaustivas de até duas horas com a chefia ameaçando de demissão os trabalhadores que votassem contra a empresa; pressão para que os metalúrgicos entrassem, sem bater o ponto, até três hora mais cedo do horário regular de trabalho; ligações e envio de mensagens por SMS ameaçadoras para as casas dos trabalhadores; uso das câmeras externas da empresa para identificar e punir os trabalhadores que participaram dos protestos por melhoria salarial; infiltração das chefias na assembleia dos trabalhadores como tentativa de intimidação, entre outras.

Matriz na Alemanha

Além do MPT, as 124 denúncias também estão sendo encaminhados hoje para a Comissão de Trabalhadores da Bosch, que fica na Alemanha, e tem assento no Conselho Administrativo da empresa. O Sindicato já havia formalizado denúncia à Comissão no final de novembro. Em resposta, no último dia 29, o presidente da Comissão, Alfred Löckle, informou que a “matriz vai contatar a diretoria da fábrica (em Curitiba) e pedir uma posição sobre os acontecimentos relatados”.

Acordo aprovado

O crescente aumento de denúncias no blog forçou a Bosch, que até então estava irredutível, a apresentar uma nova proposta salarial aos trabalhadores. Colocada pelo Sindicato em votação durante assembleia dos trabalhadores, a proposta foi aprovada nesta quinta (07). Pelo acordo fechado, os trabalhadores terão:

- aumento real de 2% + INPC (inflação dos últimos 12 meses) aplicados aos salários a partir de janeiro de 2013 (proposta anterior era 1,5% de aumento real)

- Abono salarial de R$ 3,8 mil pago em duas vezes, sendo a 1º parcela de R$ 2.800 para em dezembro e a 2º parcela, de R$ 1 mil, em janeiro de 2013. (proposta anterior era de R$ 3,5 mil, mesmo valor de 2011, ou seja, 0% de reajuste)

- Participação nos Lucros e Resultados 2013 (PLR 2013) de R$ 7 mil para 100% das metas (proposta anterior era de R$ R$ 6,5 mil, mesmo valor de 2012, ou seja, 0% de reajuste)

“Denúncias no Blog causaram melhorar da proposta”, avalia Butka

“Desde o dia 15 de novembro, os trabalhadores estavam realizando protestos e paralisações para exigir uma proposta da empresa, que se mantinha insensível a reivindicação dos trabalhadores. Foi só a partir da criação desse blog, quando os trabalhadores passaram a relatar o assédio e pressão que sofriam,e assim mostrar para a sociedade quem realmente é a verdadeira Robert Bosch, que a empresa cedeu e apresentou nova proposta, que foi aceita. Isso mostra que os trabalhadores também estão antenados a novas formas de mobilização e reivindicação, que estão sendo possíveis graças a ascensão dos novos meios de comunicação e tecnologia que estão surgindo a cada dia” – diz o presidente do SMC, Sérgio Butka.

Esta entrada foi publicada em Sem categoria. Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>